Pular para o conteúdo
Continua após a publicidade..

O que é o CDB?

CDB, o que é?
Compartilhar

O Certificado de Depósito Bancário, conhecido como CDB, é um título emitido pelos bancos como forma de captação de recursos. É uma das opções de investimento mais populares no mercado financeiro brasileiro.

Funcionamento do CDB

Ao adquirir um CDB, o investidor está emprestando dinheiro ao banco em troca de uma remuneração. Essa remuneração pode ser prefixada, quando o investidor sabe exatamente quanto irá receber no vencimento do título, ou pós-fixada, atrelada a índices como o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou a Taxa Selic, onde o investidor não sabe quanto irá receber, mas pode ter rendimentos melhores pelo maior risco.

Continua após a publicidade..

Modalidades de CDB

CDB Pré-fixado

  1. Taxa Fixa no Momento da Aplicação: No CDB pré-fixado, a taxa de rendimento é estabelecida no momento da aplicação e permanece fixa até o vencimento do título.
  2. Previsibilidade de Rendimento: O investidor conhece a taxa de rentabilidade desde o início, o que oferece previsibilidade de quanto receberá no resgate do investimento.
  3. Risco de Mercado: Está sujeito ao risco de mercado, pois se as taxas de juros aumentarem após a aplicação, o rendimento do investimento pode se tornar menos atrativo em relação às novas taxas.
  4. Indicado em Períodos de Queda de Taxas: É mais vantajoso quando as taxas de juros estão em tendência de queda, pois o investidor trava uma taxa mais alta.

CDB Pós-fixado

  1. Atrelado a um Indicador: No CDB pós-fixado, o rendimento está atrelado a um indicador, geralmente o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou à taxa Selic.
  2. Rendimento Variável: O rendimento varia conforme a oscilação do indicador ao qual está vinculado.
  3. Menor Previsibilidade: Ao contrário do pré-fixado, não é possível saber antecipadamente o rendimento exato, pois este dependerá do comportamento do indicador escolhido.
  4. Adaptabilidade a Mudanças: Em cenários de aumento das taxas de juros, o CDB pós-fixado tende a acompanhar esse movimento, oferecendo uma rentabilidade potencialmente maior.

Ambos os tipos de CDB possuem características distintas que atendem a diferentes perfis de investidores e podem ser escolhidos de acordo com as expectativas de mercado e estratégias pessoais de investimento.

Vantagens do CDB

Um dos seus principais benefícios é a sua segurança. Esse tipo de investimento é garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em até R$ 250.000 por CPF e por instituição financeira, em caso de quebra do banco emissário.

Além disso, oferece boa liquidez, já que muitos CDBs permitem o resgate antecipado do investimento, embora alguns possam ter carência.

Continua após a publicidade..

Rendimentos e Tributação

Os rendimentos do CDB são tributados pelo Imposto de Renda (IR) de acordo com a tabela regressiva, em que a alíquota diminui conforme o tempo de aplicação do investimento.

O CDB é uma opção interessante para quem busca um investimento com boa rentabilidade e segurança. Antes de investir, é importante analisar as taxas oferecidas, prazos, modalidades e o perfil do investidor para escolher a melhor opção de CDB.

0 0 Votos
Article Rating
Subscribe
Notify of
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Feedbacks embutidos
Ver todos os meus comentários
trackback
5 meses atrás

[…] e financiamentos mais caros, desacelerando a economia. Já taxas mais baixas incentivam o consumo e investimento, fomentando a atividade […]

trackback
5 meses atrás

[…] financiamentos e investimentos, sendo referência para diversos produtos financeiros, como CDBs, LCIs, LCAs e fundos de […]

trackback
5 meses atrás

[…] FGC cobre uma variedade de investimentos, incluindo depósitos em conta corrente, poupança, CDBs, LCIs, LCAs, letras de câmbio, entre outros. No entanto, é essencial verificar se o investimento […]

trackback
4 meses atrás

[…] informadas. Dois termos frequentemente encontrados, mas muitas vezes mal interpretados, são CDB (Certificado de Depósito Bancário) e CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Este artigo aprofunda-se nessas duas siglas, […]